Quem trabalha com produção de conteúdo sabe que existem períodos em que a escassez de ideias chega e geralmente o desafio em fazer um bom conteúdo, que não seja raso e “mais do mesmo”.

Escrever bons textos sobre um assunto específico não é tão simples quanto parece. É preciso investir tempo, estudo e muita dedicação em iniciar a produção, pausar, ler, revisar e reescrever se preciso for. Por isso, quando um conteúdo está pronto, aprovado e publicado, como é possível reaproveitá-lo em outros formatos?

Eu sempre digo que existem quatro segmentos dentro do público consumidor de conteúdo:

  • O leitor
  • O ouvinte
  • O telespectador
  • O “todas opções”

Tendo essa divisão em mente, trouxe algumas dicas de como reciclar o conteúdo já produzido por você ou sua equipe e assim conseguir alcançar todo tipo de lead e possível prospect. Confira!

Transformando seus conteúdos

I) Vídeos

A principal forma de reciclar um conteúdo é transformá-lo em outro formato. Por isso, uma dica é investir em produção de vídeo que já há algum tempo é um formato que tem cada vez mais aceitação.

Um texto de blog pode ser transformado em um roteiro de vídeo que, por sua vez, pode ser gravado até mesmo com um celular que tenha uma boa câmera e captação de áudio. Então, não espere ter uma equipe grande o suficiente para dedicar apenas para a produção destes conteúdos. Você pode, por exemplo,

Dica: Cursos em vídeo também são excelentes formas de captar leads, além dos famosos webinars.

Dica II: Não produza vídeos longos. Seu público pode facilmente perder a concentração e a mensagem que você realmente quer passar não será absorvida.

II) Dicas por e-mail

Quando falamos em marketing de conteúdo, logo pensamos na atração dos clientes. Porém, o conteúdo é uma excelente forma para ajudar no relacionamento com quem em algum momento já demonstrou interesse no seu assunto.

Então que tal destrinchar aquele e-book ou texto de blog em dicas semanais por e-mail? De forma leve e natural, seu lead já fica esperando que em tal dia da semana receberá uma parte daquele conteúdo.

Dica: Você não precisa só enviar o conteúdo reformulado por e-mail. Você pode aproveitar que já tem material suficiente e fazer um compilado para enviar em um e-mail marketing semanal que redirecione para seu blog. Não esqueça de deixar formulários para captar novas informações dos leads 🙂

III) Materiais ricos

Se você estuda sobre produção de conteúdo provavelmente já cansou de ler o termo “material rico”. Como dizem algumas pessoas com quem converso sobre o assunto:

  • Por que material rico? Os outros são pobres?

Nós chamamos de materiais ricos aqueles em que trabalhamos conteúdos mais aprofundados e que levam informações além do post de blog. Para disponibilizar esse conteúdo pedimos em troca alguma informação para o interessado: se o material é topo de funil, podemos solicitar nome, e-mail (e-mail sempre!) e alguma outra informação que sirva para qualificação.

Alguns exemplos de materiais ricos que eu gosto tanto de consumir, quanto de produzir:

  1. Checklists
  2. Infográficos
  3. Planilhas
  4. E-books
  5. Apresentações

Dica: Se for produzir e-book, lembre-se que a internet está cheia deles. Por isso, você precisa realmente oferecer um conteúdo que irá levar conhecimento ao leitor e não apenas será uma isca para pescar leads.

IV) Podcast

No Brasil o podcast ainda não pegou. Você pode até discordar de mim, mas nos eventos lá fora eu ouço falar o tempo todo de investir no conteúdo por podcast – principalmente pensando nos tipos de leads dentro do público, como citei no começo do texto.

Eu mesma, quando coordenava a produção de conteúdo do Moskit CRM ajudei a produzir vários podcasts que eram encabeçados e apresentados pelo Mateus Rabello.  Para nós, a repercussão foi positiva.

Dica: O podcast pode ser um bate-papo informal com algum especialista ou com alguém do seu time interno mesmo.

Trabalha com recrutamento e seleção? Grave um podcast com “X dicas para quem está fora do mercado há mais de um ano”. São temas que já podem ter sido saturados em texto, mas que provavelmente poucos podcasts em português foram feitos.

Se você quer conhecer um excelente podcast, confira o Cast for Closers, da Meetime.

Existem diversos formatos de conteúdo usados no marketing digital. O ideal é você tentar de tudo um pouco! Identifique o que converte mais leads e entenda assim onde está seu público. Lembre-se que o texto é muito importante para o SEO do seu site, então nunca o abandone, ok? Ah… e uma dica bônus: invista em redes sociais! Elas continuam sendo uma excelente forma de divulgar seu conteúdo e impactar pessoas.

 

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *